ANALFABETISMO FUNCIONAL? Não no seu caso – 5 dicas de interpretação de texto

Você já deve ter ouvido falar alguma vez na sua vida de estudante que para escrever bem é preciso ler muito. Não mentiram para você, mas talvez tenham esquecido de dizer que para interpretar os textos também é preciso muita leitura.

Uma notícia divulgada em 2016 muito me entristeceu e me inspirou a pensar em algo que pudesse ajudar você que tem dificuldades em interpretação de texto a enxergar a interpretação de uma forma prazerosa e necessária não só nas provas de Português e Literatura, afinal, os enunciados estão presentes em todas as questões. Até para calcular você precisa saber ler o que está sendo pedido.

Uma pesquisa revelou que apenas 8% dos brasileiros entre 15 e 64 anos são capazes de se expressar e compreender plenamente. Teoricamente as pessoas deveriam sair do ensino médio sabendo ler e escrever, opinar sobre diversos assuntos, além da compreensão de tabelas e gráficos. Não é o que acontece na prática. O ENEM 2017 revelou isso, indicando que 92,5% dos alunos seriam reprovados caso estivessem em uma escola regular. Sim, o ENEM é uma prova extremamente cansativa e ainda testa muito a resistência dos candidatos, não só o conhecimento propriamente dito, porém estas notas estão realmente ruins. Nada justifica. Se a prova fosse composta de menos questões as notas não seriam muito diferentes porque culturalmente a maioria dos brasileiros ainda não acordou para a importância da educação como ferramenta de luta contra este governo corrupto, que não deseja que os brasileiros saiam deste nível.

A nota máxima em ‘Linguagens, Códigos e suas Tecnologias’ não chegou a 800 pontos no ENEM 2017 e houve queda na nota média em relação ao ENEM 2016. Este post pode “iluminar” de alguma forma alguma obscuridade que você tenha sobre o assunto com algumas dicas. Acredite, as respostas estão lá, nos textos, você só precisa ter atenção.

Primeiro vamos entender o que é um TEXTO. Você pode pensar que é apenas um conjunto de palavras. Porém um texto não se restringe a isso e nós estamos rodeados deles e podemos lê-los, compreendê-los, antes mesmo de sermos alfabetizados. Um texto pode ser VERBAL e NÃO VERBAL. Os não verbais são aquelas tirinhas que você lê navegando na internet, charges, placas de trânsito, fotografias, filmes mudos também, etc. Tudo o que passa uma mensagem mas não necessariamente usa a escrita é um texto.

O que é interpretar? É entender o que está “escrito”. É como se você “traduzisse” mentalmente no momento da leitura. Você sabe o que o autor quis dizer.

Dica 1

Para interpretar textos verbais, atente-se para a ideia de que cada parágrafo apresenta uma ideia principal. Exercite enxergar esta ideia e sua capacidade de interpretação vai alavancar.

Dica 2

Estude ‘figuras de linguagem’, ‘tipos textuais’ e ‘ gêneros textuais’. Lembra das figuras de linguagem? Metáfora, hipérbole, eufemismo, pleonasmo, etc. Então, com alguns minutos de estudo e exemplos, você aprende a identificar cada uma delas e você vai poder usá-las como uma espécie de chave na interpretação. Já os tipos textuais – narrativo, descritivo, dissertativo – são muito importantes também. Estude suas características para saber o que está lendo. Os gêneros textuais também são cobrados em provas, lembra deles? Artigo, crônica, reportagem, diário, poema, etc. Atente-se para isso. Tire alguns dias para aprender sobre eles, é interessante e vai ajudar você.

Dica 3

Leia primeiro o ENUNCIADO. Isso é dica de ouro para toda a prova que for fazer. Preste atenção na fonte também, ela aparece sempre no rodapé das questões e pode inclusive te salvar quando tiver em dúvida entre duas questões. Ela é a indicação de onde foi retirado o texto, seja ele verbal ou não e você pode descobrir as intenções de quem elaborou a questão atentando-se a ela.

Dica 4

Nunca deixe nenhuma palavra “para trás”. Eu digo isto porque é normal nos depararmos com palavras que não sabemos os significados. Enriqueça seu vocabulário quando estiver lendo, anote e procure num dicionário. Não perca a oportunidade de conhecer uma palavra que a maioria não conhece e que pode ser fundamental para a correta interpretação da questão.

Dica 5

Existe a possibilidade de ter mais de uma alternativa “correta”. Isso confunde muito nosso cérebro. Porém, o que você deve estabelecer é: qual a resposta pedida? Você vai se deparar com exemplos em que duas alternativas “falam a verdade” em relação a algum assunto, mas é o que está sendo pedido? Está explícito no texto? Se você desvendar a intenção de quem elaborou a questão, então você descobriu o segredo para fazer uma boa prova.

Recapitulando:

  • Primeiro leia o enunciado
  • Depois a fonte
  • Descubra o que se pede
  • Leia o texto grifando as partes chaves de acordo com o que foi pedido no enunciado.

Vamos fazer juntos. Respondi algumas questões de interpretação de texto retiradas da prova do ENEM 2017, usando as dicas acima, espero que ajude você na sua caminhada. Divirta-se. É mais simples do que parece e com muito treino torna-se quase automático.

correção provas_INTERPRETAÇÃO DE TEXTO-1

correção provas_INTERPRETAÇÃO DE TEXTO-2

correção provas_INTERPRETAÇÃO DE TEXTO-3

E para você que não tem problemas com a interpretação de textos e na verdade nem escolheu a profissão que vai seguir, se vai estudar ou não, leia os posts abaixo.

REDAÇÃO ENEM: 6 dicas de sites que te ajudarão a turbinar seu potencial de escrita!

3 MOTIVOS PARA INGRESSAR NO ENSINO SUPERIOR

Decidindo a profissão: o caminho do autoconhecimento

Temperamento: O que “isso” tem a ver com a minha profissão?

FIZ O TESTE VOCACIONAL, E AGORA?

Curso Técnico ou Graduação?

Abraços!

 

Saia à frente dos concorrentes! Saiba como!

Faltam 3 meses para a prova do ENEM e eu nem preciso perguntar seu grau de ansiedade, né? Tanto você que já decidiu a profissão e está focado estudando muito quanto você que, além de não ter decidido, ainda não estudou e está se perguntando se ainda dá tempo de montar um cronograma milagroso e estudar para a prova.

Estou escrevendo este post pensamento especialmente em você que se inscreveu para fazer a prova do ENEM ou prestar concurso público. É muito normal sentirmos ansiedade e ela aumenta à medida que o dia do exame se aproxima. Eu sei, já passei por isso. Eu sempre falo nos posts sobre Autoconhecimento como um guia na escolha da profissão e como pode ser uma ferramenta para estar mais confiante frente aos desafios.

Mas não é só em períodos de provas que nos sentimos ansiosos. A qualquer ameaça do ‘novo’ nos sentimos encurralados, sem ter muitas alternativas.

Vamos à origem da palavra ‘ANSIEDADE’: do Latim ANXIETAS, significa “angústia, ansiedade”, de ANXIUS, significa “perturbado, carente, pouco à vontade”, de ANGUERE, significa “apertar, sufocar”, figurativamente “atormentar, causar tensão.

E realmente a ansiedade nos causa reações físicas, emocionais e comportamentais. Quem nunca ficou tão ansioso que nem conseguiu dormir no dia anterior à prova? Conheço pessoas super inteligentes que zeram provas porque não conseguem controlar o grau de ansiedade – Leia ALERTA: como Não obter a nota para passar no curso dos seus sonhos – Porque é natural nos sentirmos assim, quando algo é muito importante para nós, mas quando foge do nosso controle, é prejudicial.

Escolha vencer as barreiras impostas pela ansiedade e use isso como uma ferramenta para atingir melhores resultados. Vai prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM)? Vai fazer uma prova de concurso público? Ambos super concorridos!

Você não precisa ser refém da preocupação constante, da dificuldade em relaxar, da taquicardia, do esgotamento, do cansaço, da irritação, da insônia, etc. Tendo estudado desde o começo do ano ou não você pode maximizar seus resultados apenas mantendo-se mais calmo que seus concorrentes. Parece impossível, mas a escrita terapêutica traz esse tipo de benefício. Apenas tente, não tire conclusões precipitadas, faça um teste, invista tempo em você, no seu autoconhecimento e compare os resultados.

A ansiedade é algo natural, porém quando fora de controle atrapalha sua vida, leia a reportagem de Superinteressante – Sobre a ansiedade.

Tem um aplicativo gratuito sensacional chamado ‘Querida Ansiedade’, com textos, vídeos, exercícios e você ainda tem acesso a um ‘E-book’ muito bem feito.

Eu também indico e sempre indiquei aqui o ‘Caderno do Eu’, um caderno de exercícios de escrita terapêutica muito interessante, criado por uma profissional da área de psicologia. Invista em você e saia à frente dos seus concorrentes.

E para você que está super perdido na vida indico o ‘Guia Definitivo – Propósito de vida’. Você tem acesso a estratégias para descobrir seu propósito e segui-lo. Não perca a oportunidade de mudar sua vida, dar um novo rumo, fazer o que gosta (muitas vezes você nem sabe o que é) e ser feliz.

Saiba mais sobre o Guia – Clique aqui!

Faça o teste, o meu deu ansiedade normal!

 

Experimente os métodos, deixe seu comentário, compartilhe, deixe seu like.

 

Obrigada!

 

Até a próxima!